Uma resposta budista a Deus: uma crítica ao debate entre William Lane Craig e Sam Harris

É preciso acreditar em Deus para ter uma base ética sólida? Para muitas pessoas, Deus é a fonte única e primordial da Moral e da Ética. Teístas costumam argumentar que pessoas sem Deus estariam livres e inculpáveis de praticarem atos danosos à sociedade. Se isso for verdade, os budistas (sendo não-teístas) não teriam base alguma para constituírem uma ética própria. Neste texto, Craig S. Shoemake não só argumenta que depositar a Moral em Deus seria um equívoco, como também afirma que o Buda histórico teria proposto uma base mais consistente para a ética e a moral sem precisar recorrer a divindades. Segundo o autor, a ética (Sila) budista se baseia em diminuir o sofrimento em nós mesmos e nos outros através do cultivo de ações mentais, verbais e físicas consideradas hábeis.

Anúncios

Filme budista “Três Marcas da Existência”

De Tiago Ferreira https://www.youtube.com/watch?v=s5kDvOOhlJ4 Estou longe de ser crítico de cinema, mas gostaria de indicar o filme acima e tecer algumas palavras sobre o mesmo. Na verdade, essa postagem será uma versão maior de um antigo comentário meu que fiz no site Filmow assim que assisti ao filme uns 3 anos atrás. O comentário tem [...]

Visões distorcidas do budismo: agnóstica e ateísta

O budismo é compatível com o ateísmo secularista? Segundo Stephen Batchelor, sim. Ele escreveu o livro Confissões de um ateu budista, que causou muita polêmica na comunidade budista. Neste texto, B. Alan Wallace critica a prática do budismo sem crenças religiosas, o que gerou uma resposta de Batchelor. O Blog Budismo & Sociedade traduziu a crítica de Wallace e a resposta de Batchelor.

Contentamento e esperança: ou porquê Paul Williams está errado sobre o budismo

Resposta do monge australiano Ajahn Sujato às críticas de Paul Williams, ex-budista convertido ao catolicismo. Williams afirma que o budismo não traz esperanças para os seus praticantes, em oposição ao cristianismo. Sujato argumenta que o budismo não foca na esperança porque ensina o caminho do amadurecimento que dispensa a fé na esperança e finca raízes no presente e na realidade.

As tradições Theravāda e Mahāyāna precisam uma da outra. Sem cooperação, o Budismo estará condenado!

Neste artigo, Bhikkhu Cintita Dinsmore discorre, com argumentos históricos, sobre como ocorreu o distanciamento entre as duas tradições. Segundo ele, nunca houve, de fato, uma desunião como a que vivenciamos em séculos recentes. Além disso, o autor aponta a extrema necessidade de uma ajuda mútua entre estas escolas, deixando de lado possíveis contradições e conflitos. As [...]