O que o Buda pensava sobre as mulheres?

Em nenhum dos três ramos do budismo asiático as mulheres têm igualdade em relação aos homens. Na Theravada, a ordem feminina de monjas fora extinta até recentemente e não é plenamente reconhecida. No budismo tibetano Vajrayana, a situação é parecida, com o Dalai Lama afirmando que a decisão de restabelecer a ordem feminina é da Sangha e não dele pessoalmente. Mesmo na mahayana do leste asiático, onde a ordem feminina sobreviveu, são geralmente os homens na liderança dos grandes templos e ou organizações. Neste belíssimo texto, Bhikkhu Cintita revisita a Vinaya para dizer o que o Buda pensava sobre as mulheres e a ordenação feminina.

Anúncios

A comunidade budista deveria se engajar em ativismos sociais? Confira nesta entrevista com Ajahn Sujato.

Em dezembro de 2016, Ajahn Sujato concedeu uma entrevista a Raymond Lam, escritor sênior do site Buddhistdoor. O monge, engajado politicamente, falou sobre várias questões sociais contemporâneas, incluindo: ambientalismo, política e direito das bhikkhunis. Confira abaixo: Uma tarde com Ajahn Sujato: coragem pessoal e a restauração do objetivo moral da Sangha por Raymond Lam O alto [...]

Discriminação de gênero e o Cânone em Pali: uma carta de Ajahn Analayo Bhikkhu a Ayya Tathaaloka

Segue abaixo a tradução de um texto a respeito da inexistência de uma discriminação de gênero no Cânone em Páli. No final do artigo poderão ser encontradas as devidas referências utilizadas pelo autor e o link para conferir o texto na íntegra. 12 de dezembro de 2009 Prezada Venerável Ayyā Tathālokā, Você me pediu para [...]