Os sete fatores de uma morte tranquila: uma abordagem budista Theravada à morte na Tailândia

Algum parente ou amigo seu está morrendo? Sem dúvida alguma é uma situação difícil, mas inevitável. Phra Paisal Visalo, um experiente monge tailandês que tem trabalhado duro em fornecer cuidados budistas para quem está no fim da vida, explica os sete fatores para uma morte tranquila.

Budistas engajados no desenvolvimento social

Além de meditarem e ensinarem o Dhamma, monges também se envolvem em ativismos sociais. Phra Paisal Visalo explica como se deu o processo de cooperação entre a sangha e as ONGs na Tailândia.

Sabedoria acima da justiça

Neste texto, Thanissaro Bikkhu reflete sobre a ação social dos budistas. Segundo ele, a ideia de justiça como fundamento absoluto é eminentemente ocidental e cristã. Ele propõe que a busca por melhores condições sociais, do ponto de vista budista, seja implementada a partir da noção de sabedoria e de méritos.

Integrando a espiritualidade na política popular

Phra Paisal Visalo é um monge Theravada da Tradição Tailandesa da Floresta. Ele é abade de Wat Pah Sukato, no nordeste da Tailândia. Visalo é famoso por seu ativismo social e, principalmente, pela luta pela preservação ambiental em seu país. A Tradição Tailandesa da Floresta tem sofrido muito com a devastação da flora nacional. Neste texto Visalo discute a importância da espiritualidade no ativismo sócio-político e na preservação ambiental a partir de suas experiências como monge de floresta no interior do país.

A comunidade budista deveria se engajar em ativismos sociais? Confira nesta entrevista com Ajahn Sujato.

Em dezembro de 2016, Ajahn Sujato concedeu uma entrevista a Raymond Lam, escritor sênior do site Buddhistdoor. O monge, engajado politicamente, falou sobre várias questões sociais contemporâneas, incluindo: ambientalismo, política e direito das bhikkhunis. Confira abaixo: Uma tarde com Ajahn Sujato: coragem pessoal e a restauração do objetivo moral da Sangha por Raymond Lam O alto [...]